¿Como surgiu Comerciais a Comissão?


Nossas origens não têm nada a ver com intermediação, mas si com o trabalho comercial.

Nossas subsidiárias, tanto em Espanha como em Portugal, tinham como principais funções de atividade relacionados ao setor de tecnologia e telecomunicações (venda de equipamentos, desenvolvimento de aplicativos, SEO, serviços técnicos e de manutenção, etc.).


O fato de trabalhar com uma grande diversidade de clientes de diferentes setores abriu um novo caminho em nossa carreira. Eles apreciaram nossa eficácia, mas acima de tudo, privacidade e confiança. Sem dúvida, eles gostaram da nossa filosofia de trabalho. Isso fez com que, com o passar do tempo, os laços se estreitassem e até as primeiras ofertas de emprego surgissem.


Eles gostaram da ideia de aplicar nosso modelo de negócios para suas próprias empresas de gestão, uma vez que faltava a eficácia do que gostamos mesmo investir enormes somas de dinheiro.
Tudo isso nasceu um novo projeto: "Comerciais a Comissão", trabalhando como representantes de nossos públicos, tornando-os crescer seu negócio, melhorar suas vendas e expandir seu âmbito de acção.


Nós investimos mais de um ano no desenvolvimento e seu subseqüente start-up. Uma vez preparados tanto administrativa quanto tecnicamente, nos concentramos em empresas próximas de clientes interessados.


¿Poderíamos representar as diferentes atividades setoriais de todos esses empreendedores interessados?


Sim, de fato. Antes de trabalhar em um novo setor, nos preparamos. Analisamos o seu funcionamento, a concorrência, os pontos fortes e fracos das entidades que fazem parte dela e desenhamos a melhor estratégia para nosso cliente.


No primeiro mês nós adicionamos a nosso portfólio duas cadeias importadores de frutas, uma adega, concessionária de automóvel e uma pequena empresa artesanal empanadas galegas. Em pouco tempo, o número deles cresceu, em nada comparável ao ano anterior. E o melhor de tudo, sem custos fixos, apenas uma comissão. Toda vez recebíamos mais chamadas solicitando informações e propondo novos objetivos e novos setores.


Mas, ¿como devemos agir quando dois ou mais representantes pertencem ao mesmo setor com perfis de clientes semelhantes?


Desde o início, informamos que, dentre as premissas de nossa operação, encontramos a de não compartilhar a carteira de clientes entre as representações. Nosso objetivo é gerar interesse nos serviços e / ou produtos de cada um deles representados de forma independente.

Cada cliente é único e especial, outro comportamento seria uma clara desvantagem em representações com menos recursos ou saturação de potenciais clientes no momento da colocação de ordens.


¿Que é melhor que se dedicar ao que mais gosta e além, também é bom nisso?


Deixar o nosso estágio anterior para nos dedicar exclusivamente a Comerciais a Comissão foi uma decisão arriscada, sem dúvida, mas foi o melhor que fizemos. Atualmente trabalhamos com todos os perfis de empresas, desde startups até pequenas e médias empresas.


Vimos crescer pequenas empresas familiares, de produção artesanal, com produtos de excelente qualidade, mas devido à falta de conhecimento ou de meios, não foram capazes de chegar a uma maior quota de mercado. Elas estavam destinadas a sobreviver, até forçadas a fechar. Nós os ouvíamos, sabíamos como valorizar suas forças e explorar suas virtudes. Nós os fizemos crescer, e tudo isso, condicionado a uma comissão.


Desejaríamos poder fornecer nomes e divulgar histórias de sucesso, mas um outro princípio que reza nossa filosofia é manter a privacidade dos nossos constituintes. Tanto que quando começamos nosso caminho com um novo cliente, criamos uma estrutura paralela que e exclusiva para nosso representado (uma ou mais páginas web, novas linhas de telefone, ...). Todas essas tarefas envolvem custos, que são assumidos por nós. Eles são as nossas ferramentas, de modo que se em algum momento, o cliente pretende rescindir o contrato, obviamente, pode fazer, mas nossos meios são nossos e também não estão à venda.


¿Nosso contrato tem permanência?


Não, ninguém quer estar sujeito a permanência.

Já existe um grande número de empresas no mercado que forçam a continuidade, mesmo contra a vontade, em troca de uma penalidade. Nosso contrato não tem permanência. Estamos convencidos de que uma vez que você nos conhece e desfruta de nossos serviços não vai querer nos deixar por muito que cresça o volume de seu negócio, mas mesmo assim, a sua vontade é de rescindir o contrato, tudo que você deve fazer é nos informar, por escrito sempre com 30 dias para cada ano de serviço.

Nós somos claros. Nós não gostamos de cláusulas pequenas ou opacas. Somos partidários leais de que cada um tem que estar com quem quiser, com total liberdade.


¿Você gostaria de expandir as informações sobre nossos serviços?


Entre em contato e vamos conversar. Só pedimos que nos permita conhecer você, que seja transparente. Lembre-se de que tudo que discutimos será confidencial. Só assim poderemos reunir um plano de trabalho adequado e sustentável para todas as partes.




 

▲ Inicio           ✉ ☏ Contactos

 

ComerciaisaComissao.com pertence a PÁGINA CONFIANTE - UNIPESSOAL LDA –  Número de indentificaçao fiscal e de matrícula 514 302 275

Sede: Avenida São Teotónio, Edificio Lepanto, 1º, Loja 18, Valença, Cristelo Covo e Arão, concelho de Valença.